Câmeras corporais (Body Cam): tecnologia a serviço da segurança da sociedade

Câmeras corporais (Body Cam): tecnologia a serviço da segurança da sociedade

Compartilhar:

No Reino Unido, o uso da tecnologia contribuiu para uma drástica redução no número de reclamações contra as ações policiais

A visibilidade e a transparência nas ações e procedimentos dos agentes públicos e prestadores de serviços é uma das demandas sociais neste momento, e para fazer frente a esse clamor social, buscando resultados cada vez mais efetivos, os órgãos públicos, principalmente, têm investido na qualificação de seu capital humano, em novos métodos de trabalho e em novas tecnologias. Vários dispositivos estão sendo desenvolvidos para acompanhar e facilitar o trabalho de campo e as ações das corporações em todo o mundo, contudo, as body cams (câmeras corporais) têm se mostrado o dispositivo mais eficaz.

Nos últimos anos, o uso de câmeras de vídeo individuais para o registro das ações dos agentes públicos tem se disseminado nas principais instituições de segurança do mundo, com destaque para as organizações policiais dos Estados Unidos e Reino Unido. O emprego desses equipamentos no dia a dia dos agentes públicos, vem buscando atender aos seguintes objetivos básicos:

•          Aumentar a transparência e a fiscalização das ações dos agentes públicos e da sua adequação aos procedimentos e condutas adequadas; e,

•          Proteger os agentes públicos nos casos de falsas acusações; e,

•          Mitigar a reação das pessoas em conflito com a lei, pela percepção de que estão sendo filmadas, e consequentemente, reduzir a necessidade de uso da força e outras ações intimidatórias por parte dos agentes públicos.

O sistema é composto por câmeras de pequeno porte, que são anexadas à farda dos agentes de segurança e gravam durante um determinado período. Ao fim de um dia de trabalho, os profissionais inserem as câmeras em estações informatizadas, que fazem o download das imagens com os dados do profissional que a utilizava. Somente policiais autorizados possuem acesso à visualização das imagens gravadas e armazenadas pelas câmeras.

No Reino Unido, um estudo da Universidade de Cambridge apontou que o uso das câmeras corporais foi o principal fator apontado para a redução das reclamações contra ações policiais. Em apenas 12 meses, houve uma redução de 93% no número de contestações. As body cams amparam e legitimam ainda mais as ações policiais, pois permitem a comprovação das ações e abordagem realizadas pelos agentes de segurança. Os equipamentos também resguardam os profissionais de falsas acusações e oferecem mais transparência e fiscalização às situações em que o uso da força é necessário.

São esses benefícios alinhados a uma atuação transparente dos agentes públicos, auditada, pautada em respeito aos direitos humanos e capaz de gerar resultados mais efetivos na comprovação de práticas delitivas, que gerando necessidade de investimentos na aquisição e uso de câmeras de vídeo de uso individuais. No Brasil, a ONG Human Rights Watch destaca que o uso excessivo da força e o alto índice de mortes resultantes de ações policiais (1.127 óbitos em 2017, segundo o anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública) reforçam a necessidade do uso das câmeras corporais.

Uma das primeiras empresas a realizar estudos e oferecer o serviço de monitoramento por meio das câmeras corporais é a DITEC. Com mais de 25 anos de atuação em comunicação crítica. A empresa já negocia com diversas corporações o fornecimento de solução para gravação das imagens de operações de segurança e serviços críticos. As câmeras corporais disponibilizadas pela DITEC possuem autonomia para gravar por mais de 10 horas sem a necessidade de recarregamento ou substituição da bateria, possuem opção de selecionar a qualidade da imagem, desde VGA até em alta definição e são resistentes a quedas, a água e suportam altas temperaturas. Além disso, esses equipamentos garantem a custódia da prova legal das imagens gravadas, pois não permitem acesso à imagem na própria câmera, o download das imagens somente é realizado através das Dock Stations, que são equipamentos específicos para download das imagens e carregamento das baterias, acessíveis somente através de software específico com o uso de login e senha.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *